quarta-feira, 22 de abril de 2009

fofices do design: kidoodles


Nunca tive medo de melê. Fofoquinha e Matraca-Trica sempre tiveram liberdade de expressão dentro e fora de casa. Eles tem camisetas (minhas, velhas) para pinturas e outras melecas que nós inventamos. Não me importo que eles pintem a cara, o cabelo ou os braços- eles usam o corpo como tela com prazer. Nada que um banho não resolva mais tarde, certo?
Certa vez, quando tinha dois anos e pouco, Fofoquinha participou de uma pintura coletiva em um parquinho. Conhecendo meu eleitorado, deixei a fofa só de fralda. De natureza performática, ela pintou o castelinho feito de caixas de papelão, ela mesma, a fralda e de quebra a cabeça de um menino. De verde. A cabeça toda. Aconteceu evidentemente no nanosegundo em que eu virei de costas para pegar uma banana para o lanche. Nem preciso contar a expressão da mãe mau-humorada do menino quando viu o que tinha acontecido...
Enfim, essa novidade da Crayola é mais um motivo para eu não conseguir ter uma decoração cool em casa. O giz-de-cêra Kidoodles foi criado para ser usado em vidros e vem em 5 cores básicas. O mais importante-e o que eu não entendo por que não é feito no Brasil-sai fácil da roupa e da pele! Porque as canetinhas e giz-de-cêra não saem da roupa e dedinhos (e rosto e braços e joelhos) neste país??
 

Um comentário:

Mamãe Livia disse...

Adorei esse giz de cera que sai com água... Fico pensando porque será que essas coisas tão bacanas, e ao mesmo tempo tão simples, que a gente encontra tão facilmente fora do Brasil demoram tanto para chegar aqui... Afinal, não somos tão subdesenvolvidos assim, né? Essas e outras "soluções" do gênero podiam bem chegar aqui mais rápido, né? Ou pelo menos, podiam permitir a remessa para cá quando a gente tentasse comprar via internet...
beijos
Livia
viagensdeumamaedeprimeiraviagem.blogspot.com